Chef brasileiro destacado mundialmente usa culinária para divulgar o interior da China

03/07/2018   11:16
BRCN NEWS

 

O chef brasileiro Pedro Marcondes já passou pelos melhores restaurantes do mundo, mas foi depois de viajar pelo interior da China e cozinhar em meio à natureza e aos agricultores chineses locais que ele encontrou sua verdadeira matriz criadora na alta gastronomia.

“O chef é definido pelo espaço onde ele trabalha, a cozinha, e por isso essas viagens para o campo e para a natureza selvagem me fizeram alterar esse conceito de espaço físico. Quando você cozinha na natureza, o seu padrão de julgamento se torna apenas o fogo”, disse à Xinhua o chef brasileiro enquanto se preparava para mais uma viagem ao interior da China.

Mesmo tendo passado por alguns dos 50 melhores restaurantes Michelin e trabalhado no Noma quando era considerado o melhor restaurante do mundo, Pedro diz que foi o interior da China que o fez ver que não queria ser definido pelos restaurantes pelo qual passou.

“Foi uma viagem para a Mongólia Interior que me fez perceber que eu não quero ser definido apenas pelo meu restaurante ou pelos lugares que eu trabalhei. Veja, as pessoas querem ter uma experiência diferente, e eu tenho essa vontade de não ser definido apenas pelos restaurantes por onde eu passei, por isso uma refeição feita por mim passa necessariamente pelos poderosos sabores chineses e pela força que o campo tem na China”, explicou.

A área rural da China tem sido a principal frente de batalha do governo chinês no combate à pobreza nos últimos anos, com o ecoturismo se tornando uma das principais indústrias em desenvolvimento do país.

“Meus clientes são principalmente chineses, e os chineses querem cada vez mais ir para o campo e ter uma experiência autêntica, especialmente os de maior poder aquisitivo. Por isso eu preciso conhecer melhor o interior da China, falar com os agricultores locais, comer a comida local e conhecer os ingredientes que permitem aos meus clientes ter uma experiência marcante”, explicou Pedro.

O chef brasileiro conhece bem as cozinhas dos restaurantes nas grande metrópoles chinesas como Beijing, Shanghai e Guangzhou, mas faz questão de destacar a importância do campo no seu dia a dia: “O campo e a natureza na China são o ambiente perfeito para as pessoas se sentirem verdadeiramente em casa, mesmo os estrangeiros que vivem aqui, porque desfrutar de uma refeição sentindo a brisa do vento no rosto é uma experiência positiva que independe de nacionalidade.”

Pedro, que é casado com uma chinesa e possui uma filha desse relacionameno, diz estar consciente do seu dever na construção de uma sociedade moderadamente próspera e nos trabalhos de erradicação da pobreza na China.

“Minha mulher e minha filha são chinesas, e minha culinária é minha mensagem ao mundo. Quando eu cozinho nesses lugares remotos da China, eu estou pedindo para as pessoas saírem das suas cadeiras e sofás e explorarem esse outro lado desse país a partir de um olhar artístico. É por isso que eu tenho o cuidado de começar pelo visual do prato quando eu cozinho no campo, refletindo nele a beleza da natureza e do povo local.”

Fonte: Xinhua

Universidades chinesas oferecem mais de 800 cursos de engenharia extensamente reconhecidos

  • jun 13, 2018

Beijing, 13 jun (Xinhua) -- As universidades da China oferecem mais de 800 programas acadêmicos de engenharia extensamente reconhecidos e considerados os melhores do mundo, informou o Ministério da Educação.

Mais estrangeiros fazem prova oficial da língua chinesa em 2017

  • maio 30, 2018

Um total de 6,5 milhões de estrangeiros participou dos exames da língua chinesa em 2017, uma alta anual de 8,33% em relação ao ano de 2016, informou na terça-feira o Ministério da Educação do país.

Palácio Potala recebe 1,45 milhão de turistas em 2017

  • maio 23, 2018

O Palácio Potala, patrimônio do budismo tibetano, recebeu 1,45 milhão de turistas em 2017, um aumento anual de 5,8%, informou nesta quarta-feira a administração do palácio.

Shanxi organiza exibição “tocável” para crianças com deficiência visual

  • maio 23, 2018

O Museu de Shanxi organizou uma "exibição tocável" para uma escola de deficientes visuais da capital Taiyuan nesta quarta-feira, permitindo que as crianças com esse tipo de deficiência conheçam o patrimônio cultural através de suas mãos.

Cidade Proibida se torna digital

  • maio 23, 2018

A Cidade Proibida está criando uma nova imagem de si depois de quase seis séculos.

Feira cultural internacional da China chega ao fim com mais participantes do exterior

  • maio 15, 2018

A 14ª Feira Internacional de Indústrias Culturais da China chegou ao fim segunda-feira na cidade chinesa de Shenzhen, sul do país, registrando mais participantes do exterior que no ano passado.

Hangzhou realizará 2ª Expo Internacional do Chá

  • maio 10, 2018

Será realizada em Hangzhou, capital da Província de Zhejiang, no leste da China, de 18 a 22 de maio, a 2ª Expo Internacional do Chá. A informação foi divulgada nesta quarta-feira pelo organizador do evento.

Eventos promovem produtos culturais chineses em todo o mundo

  • maio 9, 2018

De 10 de maio a 30 de junho, os centros culturais da China no mundo inteiro realizarão um evento para promover produtos culturais criativos, informou na terça-feira o Ministério da Cultura e Turismo.

Uma noite de música e cultura brasileira em Beijing com Nelson Latif

  • maio 9, 2018

Em sua primeira visita à China, o músico brasileiro Nelson Latif presenteou chineses e brasileiros com uma belíssima apresentação no Grande Teatro Nacional da China na noite da última sexta-feira, 4 de maio. À convite da Embaixada do Brasil em Beijing, o músico se apresentou na sala de imprensa do Grande Teatro Nacional e ofereceu ao público chinês a oportunidade de conhecer um pouco mais da música popular brasileira.

CN
PT
Show Buttons
Hide Buttons