Home > Brasil > Diretor da Binance no Brasil pede demissão

Diretor da Binance no Brasil pede demissão

O executivo, que assumiu o cargo em janeiro, disse que houve um desalinhamento de expectativas e que tomou a decisão de acordo com seus valores pessoais.

“Fui contratado com o objetivo de estruturar e regularizar a operação no Brasil, mas o andamento nesses 6 meses ficou abaixo do que eu esperava e achei melhor desistir.

Acredito que a empresa tomará as medidas necessárias em seu tempo e de acordo com sua estratégia, o que infelizmente difere de minhas expectativas ”, disse em anuncio de sua demissão em um post no Linkedin na noite da última quinta-feira.

Da Ros não deu nenhum detalhe a respeito desse “desalinhamento de expectativas”, mas disse estar “satisfeito com os excelentes resultados obtidos no Brasil nesses 6 meses”.

A Binance enfrentou recentemente uma ação regulatória em todo o mundo, sendo a última o Comissário Naziole per la Società e la Borsa da Itália, que emitiu um alerta afirmando que a Binance não está autorizada a operar no país.

A FCA do Reino Unido emitiu um aviso semelhante no mês passado, levando ao rompimento da parceria da Binance com a Clear Junction, uma das maiores processadoras de pagamentos do Reino Unido.

A Binance também enfrentou problemas no Brasil, de acordo com a mídia local, onde a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) proibiu a Binance Futures

Em resposta à renúncia do diretor, Binance declarou: “Ricardo da Ros, que por seis meses ocupou o cargo de country manager para o Brasil na Binance, não está mais na organização. Agradecemos o trabalho e a contribuição de Ricardo durante sua passagem pela Binance e desejamos-lhe felicidades em seus empreendimentos futuros.”

Segundo especialistas, as pressões regulatórias devem fazer com que a exchange adote plataformas dedicadas em cada um destes países, nos moldes do que já acontece nos Estados Unidos. Nesta quinta, ela também interrompeu a oferta de ações tokenizadas em sua plataforma.

Leave a Reply